PUBLICIDADE
publicidade Aruska
PUBLICIDADE
publicidade Geral

Mesmo feliz, eu sinto sua falta

Eu sei que sinto sua falta porque não lembro de ti só quando estou triste, mas principalmente quando meu riso é frouxo, intenso, mas não encontra o seu.
LUAN BARBOSA  |  10/04/2017
noticia Mesmo feliz, eu sinto sua falta
noticia Mesmo feliz, eu sinto sua falta

"O tempo cura tudo", eles disseram. "Vai passar, você vai ser feliz novamente". E eu fui. Venho sendo, aliás. Me permiti desabotoar meus medos, minhas dores e meu receio. Eu conheci gente nova. Sai com novas pessoas. Foi legal. Tem sido legal. Fiz novas viagens, programei outras, conheci novos bares, tomei novas cervejas. Estou experimentando, mesmo que aos poucos, mesmo que desconfiado.

Eu vi o pôr-do-sol por outros ângulos, assisti novas séries e desenterrei antigas que queria rever há tempos. Tirei aquela folga, fui à praia e li aquele livro que juntava poeira na minha estante. Mudei de casa, recebi amigos, fiz muitos churrascos, tive várias ressacas. Perdi aqueles 10 kg que todo mundo vinha evidenciando. Melhorei minha alimentação, dei uma folga ao fast food, fui à feira mais vezes. Escutei aquele CD novamente, mas mergulhei na letra de outros que jamais sonhei ouvir. Eu tirei aquele peso dos ombros que me deixava triste, sabe? Mas acabei colocando-o no coração...

É... Estou feliz, mas o tempo não curou ainda. Eu sei, cicatrizes não doem, mas elas estão ali pra te fazer lembrar da intensidade do corte. Eu ainda procuro o seu peito à noite e me conformo com aquele travesseiro enorme que você me deu para suprir sua ausência numa emergência. Tem sido uma UTI.

Eu sei que sinto sua falta porque não lembro de ti só quando estou triste, mas principalmente quando meu riso é frouxo, intenso, mas não encontra o seu. Eu sinto sua falta quando vou montar a árvore de natal e não tem alguém pra me impedir de comprar aquele enfeite brega. Eu sinto sua falta quando olho aquele porta-retratos que você me deu e o vejo sem foto, sem histórias. Eu sinto sua falta quando como uma sobremesa nova e imagino o quanto ias gostar. Ou quando vou a um bar com música ao vivo e o cantor toca aquela música. Também sinto sua falta quando me sinto pequeno e não tem alguém pra me lembrar, de um jeito tão amoroso, que eu sou gigante, apenas tive um dia ruim...

Talvez a dose de tempo não tenha sido suficiente. Às vezes me pego desejando que fôssemos estranhos, daí nunca conheceríamos essa dor. Mas volto à realidade e só desejo que você esteja feliz. Porque eu estou! Mas também tenho saudades de ti...

PUBLICIDADE