PUBLICIDADE
publicidade Câmara Municipal de Poço de José de Moura
PUBLICIDADE
publicidade Geral

PM volta a utilizar helicoptero Acauã em operação na PB

Com volta do Acauã, Polícia Militar realiza 16 blitzen na capital
Fábio Barbosa  |  07/04/2017 07:27
noticia PM volta a utilizar helicoptero Acauã em operação na PB
noticia PM volta a utilizar helicoptero Acauã em operação na PB

A Polícia Militar realizou 16 blitzen e mais de mil abordagens a pessoas, veículos e ônibus, nesta quinta-feira (6), durante o primeiro dia da Operação Nômade, que ocupou vários bairros de João Pessoa e Santa Rita. As atividades contaram com um reforço de mais de 100 policiais e a presença do helicóptero Acauã. Até as 18h, três armas foram apreendidas e cinco suspeitos detidos nas ações.

O comandante do Policiamento da Região Metropolitana de João Pessoa, coronel Lívio Delgado, disse que a operação não tem dia e nem hora para acabar. “Estamos executando o planejamento feito pelo Comandante Geral, com ações em locais estabelecidos pela estatística e inteligência, dentro de uma operação dinâmica, ocupando locais de forma rápida, causando o elemento surpresa e percorrendo o maior número de bairros possíveis. Esse trabalho teve o dia de hoje (6) como começo e não tem hora e nem data para acabar”, destacou.

A Operação Nômade englobou também as ações da Operação Ônibus Seguro, com o aumento das abordagens aos coletivos, trabalho que vinha sendo realizado desde o dia 20 de março e já resultou em 11 suspeitos detidos por roubos a ônibus, bem como a ausência deste tipo de crime há mais de 150 horas na capital – o último foi no começo da noite do dia 30 do mês passado.

Detidos na capital – Em uma blitz, no bairro de Cruz das Armas, um homem e uma mulher, de 26 anos cada, foram abordados quando passavam em uma moto e com eles foi apreendido um revólver calibre 38. No bairro do Cristo Redentor, um homem de 24 anos foi preso, logo após roubar duas alunas da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB). No bairro dos Estados, um suspeito de 21 anos foi preso minutos depois de assaltar uma estudante de 24 anos, e com ele foi recuperado celular e joia da vítima. E em Oitizeiro, um suspeito fugiu correndo e abandonou uma pistola calibre 9 milímetros quando percebeu a presença da PM, na frente da Escola Municipal Euclides da Cunha.

Prisão em Santa Rita – Um suspeito de 48 anos tentou retornar ao perceber uma das blitzen da Operação Nômade, na frente da Praça Getúlio Vargas, no Centro, mas foi perseguido por policiais da 1ª Companhia de Choque do Batalhão de Operações Especiais e preso com um revólver calibre 38 e seis munições.

Mais PB

PUBLICIDADE
publicidade Quatro Internas