PUBLICIDADE
publicidade Aruska
PUBLICIDADE
publicidade Geral

Polícia prende suspeito de fraudar negociação de veículos pela internet

A Polícia vem sempre orientando que são comuns fraudes na negociação de veículos financiados com restrições judiciais, em face das negociações serem firmadas sem que os documentos sejam conferidos pelos compradores
Fábio Barbosa  |  09/04/2017 18:36
noticia Polícia prende suspeito de fraudar negociação de veículos pela internet
noticia Polícia prende suspeito de fraudar negociação de veículos pela internet

A Polícia Civil da Paraíba, por meio da Delegacia de Defraudações e Falsificações de João Pessoa (DDF), prendeu, na noite dessa quinta-feira (6), Wallisson das Neves Lira, 44 anos, suspeito de praticar fraude em negociações de veículos pela internet. A prisão foi realizada em sua residência, no bairro de Mangabeira, na Capital.

De acordo com a Polícia, Wallisson tem como profissão a venda de veículos pela internet e em feiras de troca e vendeu um veículo VW GOL, com arrendamento junto a uma instituição financeira, informando que seria pertencente à sua esposa. A vítima, então, passou a cobrar o recibo de transferência e descobriu que o veículo pertencia, na verdade, ao Banco ItauleasingS/A. Após isso, se sentido lesada, a vítima  procurou a Delegacia de Defraudações para comunicar o crime praticado pelo suspeito, que recebeu como entrada pelo veículo duas motocicletas da vítima e as vendeu na feira de troca de Jaguaribe, centro de João Pessoa. Quando indagado a respeito das fraudes descobertas, o suspeito passou a exigir a quantia de R$ 640,00 para resolver o problema, quando na verdade o veículo não poderia ter sido negociado pelo suspeito.

A Polícia vem sempre orientando que são comuns fraudes na negociação de veículos financiados com restrições judiciais, em face das negociações serem firmadas sem que os documentos sejam conferidos pelos compradores. A Delegacia alerta para que as pessoas que desejem fazer negociação de veículo formalizem por meio de contrato de compra e venda e que seja verificado se o vendedor é o que consta como proprietário no documento do veículo ou se possui alguma autorização por escrito ou procuração com firma reconhecida em cartório do proprietário do veículo, para minimizar a possibilidade de fraudes. Wallison Lira será levado para audiência de custódia, ficando à disposição da Justiça.

“A população deve ficar atenta a crimes desta natureza, devendo ligar para o 197 - Disque Denúncia da Secretaria de Segurança e Defesa Social, com sigilo absoluto, ou procurar diretamente à Delegacia para que medidas cabíveis sejam tomadas”, finalizou o delegado de Defraudações, Lucas Sá.

Polícia Civil da PB

PUBLICIDADE