PUBLICIDADE
publicidade Câmara Municipal de Poço de José de Moura
PUBLICIDADE
publicidade Internas 3 banner Abaixo Menu

Polícia desarticula grupo formado por quadrigêmeos suspeitos de assaltos na orla da Capital

Fábio Barbosa  |  12/04/2017 17:29
noticia Polícia desarticula grupo formado por quadrigêmeos suspeitos de assaltos na orla da Capital
noticia Polícia desarticula grupo formado por quadrigêmeos suspeitos de assaltos na orla da Capital

A Polícia Civil da Paraíba, por meio de uma investigação realizada pela Delegacia de Atendimento ao Turista (Deatur), prendeu, na tarde da terça-feira (11),  mais um integrante de um grupo criminoso formado por quadrigêmeos. Isaías Laurentino Moreno, de 22 anos, é suspeito de cometer diversos crimes patrimoniais, na orla da Capital.

De acordo com o delegado Francisco de Azevedo, os irmãos já estavam sendo investigados há algum tempo, tanto que três deles já tinham sido presos e atualmente cumprem pena na Penitenciária Desembargador Flósculo da Nóbrega (Róger). “Os quadrigêmeos agem todos juntos, arrombando carros estacionados em toda a extensão da orla de João Pessoa e também cometendo assaltos a pessoa e roubos de estabelecimentos comerciais. Além disso, recebemos diversas queixas de turistas que alugavam veículos para o passeio e quando voltavam para o local onde tinham estacionado o carro, o mesmo estava arrombado e pertences tinham sido levados. Começamos a identificar que esse tipo de situação estava ocorrendo com frequência, fizemos um levantamento e chegamos até a atuação desses quadrigêmeos, que formavam um grupo criminoso; três deles tinham sido presos em outra oportunidade em que foi executada uma ação policial. Um continuava foragido, que era o Isaías, ele já tinha inclusive um mandado de prisão em aberto e com o trabalho investigativo conseguimos cumprir o mandado ontem”, disse a autoridade policial.

Israel Laurentino Moreno, Isaías Laurentino Moreno, Luan Laurentino Moreno e Isac Laurentino Moreno estão todos presos e agora responderão pelos crimes de furto, roubo e arrombamento de veículos (os chamados crimes patrimoniais) e aguardarão no Sistema Penitenciário as decisões da Justiça.

Polícia Civil

PUBLICIDADE