PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
publicidade Geral

Após perseguição, casal é detido com 15 quilos de maconha em JP

Acusado não conseguiu fugir de nossa ação, perdeu o controle do carro e subiu em um canteiro
Fábio Barbosa  |  11/09/2017 15:26
noticia Após perseguição, casal é detido com 15 quilos de maconha em JP
noticia Após perseguição, casal é detido com 15 quilos de maconha em JP

Um casal foi detido na noite desse domingo (10), após uma perseguição no bairro do Altiplano, em João Pessoa. Com o casal, a polícia encontrou 15 quilos de maconha. A Polícia Militar havia recebido a informação de que a droga seria transportava do bairro de Mangabeira para o Parque da Lagoa, no Centro.

O motorista do veículo, um homem de 41 anos que cumpre, em regime condicional, uma pena por roubo, assumiu que a droga era dele e que teria recebido um dinheiro para pegar o entorpecente de um carro, na Avenida Hilton Souto Maior, em Mangabeira, e levar até o Centro da cidade, mas sem dizer quanto receberia pelo serviço e nem as pessoas que estariam envolvidas no esquema do tráfico. Ele estava no veículo com uma mulher de 35 anos, que foi liberada na delegacia após depoimento.

De acordo com o tenente Bertuni Silva, da Força Tática do 5º Batalhão, a Polícia Militar já vinha recebendo informes sobre o suspeito e o acompanhou desde o recebimento da droga em Mangabeira. “Após receber a informação da Coordenadoria de Inteligência da PM de que o carro tinha pego uma carga de droga e estava indo em direção ao bairro do Altiplano, foi montado um grande cerco com a Força Tática e equipes da CEATur (Companhia Especializada em Apoio ao Turista), houve perseguição, pois ele tentou escapar, mas o acusado não conseguiu fugir de nossa ação, perdeu o controle do carro e subiu em um canteiro, sendo preso em flagrante com toda a droga”, contou.

Apesar de alegar que seria apenas uma espécie de transportador de aluguel da droga, a PM descobriu possíveis envolvimentos dele com outros crimes, inclusive de roubo – crime que ele já cumpre pena, mas com o benefício de ser em liberdade, no regime condicional. O suspeito é morador do bairro do Bessa, mas possuía casas também na comunidade do Aratu, em Mangabeira, e no Valentina.

Assessoria

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE