PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
publicidade Geral

Procon vai multar aumento abusivo do gás de cozinha

Órgão vai notificar mais uma vez os pontos de revenda do gás
Fábio Barbosa  |  14/09/2017 07:05
noticia Procon vai multar aumento abusivo do gás de cozinha
noticia Procon vai multar aumento abusivo do gás de cozinha

O gás de cozinha continua aumentando de preço, segundo constatou a pesquisa do Procon-JP. O levantamento foi feito entre a segunda-feira (11) e esta quarta-feira (13), nos pontos de revenda da Capital.

Fiscalização

O órgão de defesa do consumidor disse que vai notificar mais uma vez os pontos de revenda do gás de cozinha, de botijão de 13 quilos, em João Pessoa, para que justifiquem o aumento médio de R$ 5,00 verificado na pesquisa de preços comparativa nos dias 11, 12 e 13 de setembro.

Na pesquisa comparativa dos dias 14 e 15 de agosto, o menor preço encontrado foi de R$ 50,00 e, hoje, o menor valor está em R$ 55,00. Já o maior, que há um mês era de R$ 60,00, na pesquisa atual está em R$ 65,00, uma diferença de R$ 10,00. De acordo com o secretário do Procon-JP, Helton Renê, os estabelecimentos serão fiscalizados novamente e, quem estiver praticando aumento irregular, será autuado e multado.

O titular do Procon-JP acrescenta que o aumento anunciado pela Petrobras para o botijão de 13kg foi de 12,2%, significando uma alta, em moeda, de R$ 2,44 por unidade. “Por esse aumento a gente já percebe que está havendo algo estranho nesses preços. Vamos fiscalizar e, se o for o caso, autuar duas vezes o mesmo estabelecimento, porque já estamos avaliando as notas fiscais que pedimos em agosto para verificar um aumento praticado no mês passado”.

Menor e maior preço

A pesquisa comparativa do Procon-JP encontrou o menor preço do gás de cozinha a R$ 55,00, praticado no Jardim Planalto, Alto do Mateus, Bessa, Bairro das Indústrias e Mangabeira I. O maior preço, R$ 65,00, foi encontrado nos estabelecimentos no Geisel; no Muçu Mago, no Valentina I, em Mangabeira I; Castelo Branco e nos Bancários.

Bairros e marcas do botijão

O levantamento de preços foi feito em 22 pontos de revenda espalhados em 17 bairros da Capital. Foram pesquisados valores do produto das marcas Brasilgás, Liquigás, Supergasbras, Nacional Gás e Ultra Gás.

A pesquisa levantou preços em estabelecimentos em Jaguaribe, Jardim Planalto, Ilha do Bispo, Alto do Mateus, Bancários, Bairro dos Estados, Bessa, Expedicionários, Pedro Gondim, Geisel, Muçu Mago, Valentina I, Mangabeira I, Castelo Branco, Miramar e Bairro das Indústrias.

Tambaú 247

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE