PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
publicidade Geral

Aluno mata dois colegas dentro de colégio particular em Goiana-GO

Autor do atentado é filho de policial militar e sofria bullying dos colegas e era chamado de 'fedorento'.
Fábio Barbosa  |  20/10/2017 13:14
noticia Aluno mata dois colegas dentro de colégio particular em Goiana-GO
noticia Aluno mata dois colegas dentro de colégio particular em Goiana-GO

"Ele sofria bullying, o pessoal chamava ele de fedorento pois não usa desodorante. No intervalo da aula, ele sacou a arma da mochila e começou a atirar. Ele não escolheu alvo. Aí todo mundo saiu correndo", relatou o aluno.

Dois adolescentes, de 12 e 13 anos, foram mortos e outras cinco pessoas ficaram feridas após um atentado a tiros dentro do Colégio Goyases, unidade de ensino particular, na Rua Planalto, no Conjunto Riviera, em Goiânia, na manhã desta sexta-feira (20). A suspeita é de que o autor dos disparos seja um estudante, menor de idade, já contido pela polícia.

Um aluno do 8° ano do ensino fundamental é apontado como o responsável pelo atentado dentro da escola. A informação foi passada por um colega de classe do jovem durante uma entrevista a uma emissora de televisão.

Segundo o rapaz, que estava acompanhado por seu pai, o autor do atentado sofria bullying e era chamado de "fedorento". Ainda de acordo com ele, o estudante que efetuou os disparos é filho de um major da Polícia Militar (PM) e teria pegado a arma de seu pai, uma pistola de calibre .40. A mãe do jovem também é militar.

Em um áudio divulgado em uma rede social, outro colega de sala do autor, disse que esteve na mira do jovem, mas não foi atingido. "Ele mirou em mim, mas não acertou", disse.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, por volta das 12h, cinco viaturas foram acionadas para socorrer as vítimas dos disparos de arma de fogo. As mortes foram confirmadas pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu). Um helicóptero do Grupo de Radiopatrulha Aérea (Graer) foi acionado para encaminhar uma das vítimas ao Hospital de Urgências de Goiânia (Hugo). Viaturas da Polícia Militar (PM) estão no local.

De acordo com a corporação, uma mulher que se identificou como professora foi a responsável pela solicitação de atendimento médico rápido no local.
Google Colégio Goyases, no Conjunto Riviera, em Goiânia

  • MAIS INFORMAÇÕES EM BREVE

COFEMAC

Adolescente suspeito de efetuar disparos está apreendido, em Goiânia (Foto: Reprodução/ TV Anhanguera)

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
publicidade Patrocinadores