PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
publicidade Geral

Cerca de 400 mil pessoas convertem durante evangelismo na Ucrânia

Os dados foram fornecidos pelo ministério 'Life Without Limbs', liderado pelo evangelista Nick Vujicic
Fábio Barbosa  |  20/10/2017 14:55
noticia Cerca de 400 mil pessoas convertem durante evangelismo na Ucrânia
noticia Cerca de 400 mil pessoas convertem durante evangelismo na Ucrânia

O famoso evangelista Nick Vujicic disse que sua equipe testemunhou que cerca de 400 mil pessoas se arrependeram de seus pecados e optaram por seguir Jesus Cristo em um evento recente no qual ele pregou, na Ucrânia. O número corresponde à quantidade de conversões registradas pelo ministério no próprio local e também via internet.

Nick reconheceu que ele e seu ministério nunca tinham visto uma resposta tão grande como essa antes nos eventos dos quais já participaram.

"Foi maior evento que a nossa equipe do 'Life Without Limbs' (LWL) já viu e talvez o maior evento da Europa. Cerca de 800.000 pessoas saíram às ruas de Kiev, na Ucrânia! Obrigado, Deus", escreveu Vujicic no Facebook na última terça-feira.

"Cerca de 400.000 se arrependeram de seus pecados e decidiram começar sua jornada espiritual com Jesus - Agora, o LWL, já comemora o testemunho de 1 milhão de decisões para caminhar e confiar em Deus para tudo", acrescentou.

Vujicic, que nasceu sem os braços e as pernas, inspirou milhões ao redor do mundo por meio de seu ministério e fez inúmeras excursões mundiais, evangelizando as pessoas por onde passa.

O evangelista também fez uma parada na Rússia, durante sua viagem mais recente, onde permanceu pouco mais de um dia (40 horas).

"Infelizmente, eu não consegui encontrar o presidente nesta viagem, mas continuamos a plantar sementes de amor e esperança em todo o país. Algumas portas únicas também foram abertas para compartilhar a mensagem do Evangelho. Obrigado pelo apoio de todos vocês", ele escreveu em uma atualização.


Celebrando a Reforma Protestante

Os cristãos protestantes realizaram vários grandes eventos na Ucrânia. Em setembro, mais de 500 mil deles saíram às ruas de Kiev para celebrar o 500º aniversário da Reforma Protestante.

Sergey Rakhuba, integrante da Missão Eurasia disse na época que a Igreja ucraniana não permitiu que o conflito em curso do país com a Rússia diminuísse o crescimento do cristianismo e prejudicasse as celebrações.

"Muitos viajaram das quatro províncias apenas para fazer parte dessa celebração, agradecer a Deus pela liberdade de adoração, agradecer a Deus pela liberdade de pregar o Evangelho em seu país e celebrar a fidelidade de Deus", disse Rakhuba à Missão Rede de Notícias na época.

"Foi animador ver na tela do meu computador tantos jovens com tanta alegria. Eles glorificaram Deus no meio de sua capital. Esse foi o mesmo lugar onde eles protestavam há alguns anos, lutando pela liberdade deles. Mas também este é o lugar onde há muitos anos, os comunistas forçariam as pessoas a aderir e propagar o socialismo, o ateísmo, o comunismo e outros 'ismos' em seu país", acrescentou.

Vujicic visitou a Ucrânia e outras nações da Europa Oriental na sua turnê europeia, também no ano passado.

Em um vídeo, ele falou sobre conhecer Borut Pahor, o presidente da Eslovênia:

"Acabei de sair de um encontro com o presidente da Eslovênia. Foi um momento encorajador e enriquecedor. Amanhã vou falar aos estudantes aqui na Eslovênia, por isso, orem por nós e agradeço por seu amor, orações, e apoio", disse o evangelista.

CHRISTIAN POST

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
publicidade Patrocinadores