PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
publicidade Geral

Sub-17: Promessa do Liverpool faz 3 e Inglaterra elimina Brasil

Rhian Brewster brilhou na vitória inglesa por 3 a 1 em Calcutá na semifinal do Mundial. Na decisão, seleção europeia enfrentará a Espanha
Fábio Barbosa  |  25/10/2017 20:55
noticia Sub-17: Promessa do Liverpool faz 3 e Inglaterra elimina Brasil
noticia Sub-17: Promessa do Liverpool faz 3 e Inglaterra elimina Brasil

A seleção brasileira não conseguiu superar a talentosa equipe da Inglaterra e foi eliminada na semifinal do Mundial Sub-17, em Calcutá, na Índia, com uma derrota por 3 a 1 na manhã desta quarta-feira. O atacante Rhian Brewster, do Liverpool, foi o grande destaque da partida ao marcar três vezes, contando com a colaboração da zaga brasileira.

Com grande oportunismo na pequena área, Brewster chegou a sete gols na competição e é o artilheiro do Mundial. O lateral Wesley, do Flamengo, marcou o gol do Brasil, que vinha de boa vitória sobre a Alemanha na fase anterior, mas desperdiçou muitas chances e encerrou o sonho do tetracampeonato.

Na decisão, a seleção inglesa enfrentará a Espanha, que venceu Mali por 3 a 1 nesta quarta. A seleção africana encara o Brasil na decisão de terceiro e quarto lugares, no sábado.

Esta foi a primeira participação do Brasil nas semifinais do Mundial sub-17 desde 2011. AA equipe faturou o título em 1997, 1999 e 2003. Só a Nigéria conquistou mais títulos: 5 (1985, 1993, 2007, 2013 e 2015).

A Inglaterra, que já venceu o Mundial sub-20 em junho, na Coreia do Sul, agora tentará repetir feito do Brasil, que em 2003 venceu os torneios sub-20 e sub-17. A equipe inglesa jamais havia chegado entre as quatro melhores no sub-17.

Erros brasileiros custam caro

O confronto foi bastante aberto desde o início em Calcutá e a Inglaterra marcou logo aos nove minutos, em bobeada da zaga. Brewster tinha três marcadores ao seu lado, mas recebeu livre, em condição legal, para finalizar. O goleiro Brazão ainda defendeu o primeiro chute, mas rebateu para o meio e o jogador do Liverpool completou.

Liderado pelo vascaíno Paulinho, o Brasil reagiu, aproveitando os espaços deixados pelos defensores ingleses e impondo pressão. O empate saiu aos 20 minutos. Paulinho finalizou de fora da área, o goleiro espalmou e no rebote o lateral-direito Wesley conclui para as redes.

O Brasil desperdiçou uma chance claríssima com Brenner, do São Paulo, que ficou cara a cara com o goleiro inglês, mas chutou para fora. O castigo veio pouco depois, quandoSessegnon fez cruzamento rasteiro, a defesa brasileira não conseguiu cortar e Brewer marcou novamente.

No segundo tempo, o Brasil tentou envolver a seleção inglesa e, mesmo com o atacante Lincoln, do Flamengo, bastante apagado, criou chances de gol. Brenner, Paulinho e Yuri tiveram oportunidades e deram trabalho ao goleiro Anderson, mas o gol não saiu.

E a Inglaterra definiu a sua classificação aos 31 minutos, com mais um gol de Brewster em nova falha da defesa brasileira. Na jogada, Rowe cruzou para o camisa 9, que, livre, não teve dificuldades para fazer o seu terceiro gol na partida.

Estadão

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
publicidade Patrocinadores