PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
publicidade Geral

Grupo gay cria 'Santa Ceia' com 'pegação' e causa revolta: 'Cadê o respeito?'

Grupo LGBT divulgou imagem que mostra apóstolos tendo relações homossexuais
Fábio Barbosa  |  16/04/2017 14:31
noticia Grupo gay cria 'Santa Ceia' com 'pegação' e causa revolta: 'Cadê o respeito?'
noticia Grupo gay cria 'Santa Ceia' com 'pegação' e causa revolta: 'Cadê o respeito?'

A organização LGBT DiverCity, de Salerno, cidade localizada no Sul da Itália, causou revolta e indignação em todo o mundo ao fazer uma versão do famoso quadro da 'Santa Ceia', da igreja católica. A imagem erótica mostra os apóstolos praticamente nus. Um deles mostra o bumbum, enquanto outro está nitidamente excitado. Jesus Cristo aparece no meio do desenho, sem camisa e tatuado. A montagem, dita como artística, foi divulgada na Quinta-feira Santa, 13. Não demorou muito para que o conteúdo ganhasse repercussão em todo o mundo. O quadro mostra os apóstolos dando beijos e até tendo relações sexuais.

O quadro foi divulgado após a União Civil entre pessoas do mesmo sexo na Itália ser aprovada. Em maio, a nova lei que é elogiada por casais LGBTs, estará com um ano de sua aprovação. Raffaele Adinolfi, representante local do partido Il Popolo della Famiglia, em entrevista dada à imprensa, informou que o partido somente pode dizer a todos que está muito indignado com tudo o que aconteceu. Ele ainda pediu que as pessoas que acreditam ou não em Jesus Cristo e sua história façam o mesmo, já que o que estaria existindo por parte do grupo LGBT é uma falta de respeito. Além de ser contra ao casamento de pessoas do mesmo sexo, a legenda é desfavorável à prática de barrigas de aluguel e até mesmo ao divórcio.

O grupo que divulgou a imagem diz que não está blasfemando a história de Jesus, mas sim apenas sendo alternativo. No entanto, Adinolfi, o político do partido que não concorda com o quadro, garante que a foto de Jesus e dos apóstolos insinuando sexo é sim uma ofensa. Foi feito até um evento para lançar a imagem. “Seria de bom tom se os proprietários e gerentes do evento cancelassem a festa por respeito à comunidade como um todo e a suas tradições", disse ele.

O grupo LGBT que fez o manifesto ainda divulgou imagens de reportagens sobre a repercussão do caso. Nesse post, muitos internautas questionam "cadê o respeito" dos criadores da obra. "Antes de pedir inclusão e respeito é preciso respeitar", disse um deles mostrando indignação sobre o assunto. Há comentários na página em diversas línguas, do italiano, passando pelo inglês e até em português, o que mostra como o caso acabou tendo uma dimensão planetária.

E você, o que achou da imagem, que está sendo chamada de 'Blasfêmia'? Deixe o seu comentário. Ele é sempre importante para todos nós e ajuda no diálogo de temas relevantes para a sociedade.

Blasting News Brasil

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
publicidade Quatro Internas