PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
publicidade Geral

Combustível gasto por prefeitura paraibana, em 2017, equivale a 10 viagens à Lua

Sousa e São João estão entre as 10 que mais gastaram no ano
Fábio Barbosa  |  09/11/2017 09:14
noticia Combustível gasto por prefeitura paraibana, em 2017, equivale a 10 viagens à Lua
noticia Combustível gasto por prefeitura paraibana, em 2017, equivale a 10 viagens à Lua

O Tribunal de Contas da Paraíba (TCE-PB) lançou esta semana uma nova ferramenta para fiscalização e controle das prefeituras. O Sagres Combustíveis é capaz de detalhar, com dados oficiais, o gasto com combustíveis pelas frotas municipais.

As duas principais cidades do estado encabeçam a lista das que mais gastaram com combustíveis nos três primeiros trimestres deste ano. O que chama atenção é que dos 223 municípios paraibanos, nove configuram entre as cidades que tem gastos de mais de um milhão de reais com combustíveis com ambulâncias, ônibus escolares e carros oficiais, por exemplo.

Veja a lista:

1. João Pessoa – R$ 4,13 milhões
2. Campina Grande – R$ 2,62 milhões
3. São Bento – R$ 1,41 milhões
4. Cruz do Espírito Santo – R$ 1,31 milhões
5. Sousa – R$ 1,22 milhões
6. Ingá – R$ 1,17 milhões
7. São João do Rio do Peixe – R$ 1,16 milhões
8. Guarabira – R$ 1,09 milhões
9. Pedras de Fogo – R$ 1,01 milhão

Alguns dados são curiosos

Viagens à Lua - A cidade de São Bento, terceira colocada no ranking, que tem uma população estimada pelo IBGE de 34 mil habitantes, gastou cerca de R$ 550 mil com combustível para a educação e mais de R$ 498 mil com saúde. A quantidade daria para percorrer a distância entre a Terra e a Lua por dez vezes.

Isso equivale a cinco vezes o valor gasto pela cidade de Sousa que teve pouco mais de R$ 91 mil reais gastos também com educação e R$ 405 mil com saúde possuindo mais que o dobro da população da cidade de São Bento, com cerca de 69 mil habitantes segundo a estimativa do IBGE.

O prefeito da cidade de São Bento, Jarques Lúcio, justificou os gastos com o aumento do investimento nessas áreas. Ele disse ainda que já passou por fiscalizações e se mantém tranquilo em relação a declaração dos gastos junto ao Tribunal de Contas.

Ainda segundo o TCE, juntos, os gastos com combustíveis das cidades de Pitimbu e Caaporã ultrapassam a bagatela de R$ 1 milhão e 600 mil reais. Esse número supera as cidades da grande João Pessoa como Bayeux, Santa Rita, Cabedelo e Conde, que juntas gastaram aproximadamente um R$ 1 e 400 mil, uma diferença de mais de R$ 200 mil reais.

Wanderson Fernandes/RTC

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
publicidade Patrocinadores