PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
publicidade Geral

'Não foi de gay para hétero, mas de perdida para salva', explica ex-lésbica

Criada em lar cristão, ela admite que distorcia as Escrituras para justificar seu comportamento
Fábio Barbosa  |  01/01/2018 07:34
noticia 'Não foi de gay para hétero, mas de perdida para salva', explica ex-lésbica
noticia 'Não foi de gay para hétero, mas de perdida para salva', explica ex-lésbica

Um testemunho em vídeo ganhou destaque esta semana por apresentar a história de uma jovem que conta como Deus a resgatou do estilo de vida homossexual. Publicado pelo ministério Anchored North, conta a história de Emily Thomes.

Aos 15 anos, ela começou a namorar uma outra garota. Criada em uma família cristã, imediatamente foi confrontada com vários questionamentos de amigos e, sobretudo, da família. Sua opção, admite, foi repetir as mentiras e distorções das Escrituras que ouvia para justificar seu comportamento, embora soubesse que contradizia o que havia aprendido desde a infância.

“Se você fosse um cristão verdadeiro, iria me apoiar”, Emily costumava dizer a quem a criticava. Aos que tentavam usar a Bíblia, a resposta padrão era algo como “Você é legalista e precisa reler o que Deus realmente diz”, “Não julgueis”, ou “Deus é amor”.

Até os 20 anos viveu diferentes relacionamentos com mulheres. Chegou a morar com uma por bastante tempo. Contudo, as coisas mudaram aos 22, quando foi convidada por sua tia para um estudo bíblico. “Eu esperava que eles me criticassem de cara, então iria usar isso como justificativa para não voltar, por isso concordei em ir”, revela.

Mas ela não ouviu críticas nem acusações, apenas testemunhos de graça divina. À medida que as mulheres ali compartilhavam suas próprias experiências com Deus, Emily começou a perceber que nunca tinha vivido nada disso e logo ficou incomodada. “Eu não conseguia parar de pensar: ‘e se tudo isso for verdade?’ ”, lembra. Mesmo se considerando uma cristã, não sentia um desejo sincero de conhecer a Deus e sua Palavra.

Acabou voltando ao estudo nas semanas seguintes. O incômodo crescia dentro dela. Certo dia, decidiu buscar sozinha o que a Bíblia dizia sobre a homossexualidade. Quando chegou no texto de 1 Coríntios 6: 9-10 ficou assustada. A passagem diz: “Não sabeis que os injustos não hão de herdar o reino de Deus? Não erreis: nem os devassos, nem os idólatras, nem os adúlteros, nem os efeminados, nem os sodomitas, nem os ladrões, nem os avarentos, nem os bêbados, nem os maldizentes, nem os roubadores herdarão o reino de Deus”.

A jovem diz que pela primeira vez sentiu todo o “peso” da condenação. Lutando contra a ideia de que poderia não herdar o reino que sempre ouvira falar, deparou-se com o versículo seguinte. Para Emily, foi como se Deus, de repente, lhe abrisse os olhos: “E é o que alguns têm sido; mas haveis sido lavados, mas haveis sido santificados, mas haveis sido justificados em nome do Senhor Jesus, e pelo Espírito do nosso Deus (1 Co 6:11)”.

Pediu então que Jesus a lavasse de seus pecados. “Eu sabia que Deus poderia fazer isso em mim, e que eu precisava disso. Podia continuar vivendo do mesmo jeito e rejeitar a Deus, ou poderia pedir ajuda… Eu sabia que não estava indo para o céu, estava tudo claro diante de mim, era preto e branco. Eu tinha distorcido essa passagem antes, debatia sobre seu significado com os outros. Eu dizia que as pessoas só me julgavam… Mas naquele dia, era como se meus olhos realmente fossem abertos. Fiquei impressionada com a graça que Ele me mostrou”, lembra.

Depois daquela experiência, Emily mudou de vida. Viveu conflitos intensos em seu interior, mas hoje é feliz em uma relação heterossexual com Benjamin, num casamento que segue os princípios bíblicos.

FaithWire

  • Assista:

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
publicidade Patrocinadores