PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
publicidade Geral

Governo quer votação da reforma da Previdência em fevereiro

Governo desistiu de flexibilizar a regra de ouro (limite de endividamento do governo) antes da conclusão das discussões sobre a reforma da Previdência
Fábio Barbosa  |  09/01/2018 06:36
noticia Governo quer votação da reforma da Previdência em fevereiro
noticia Governo quer votação da reforma da Previdência em fevereiro

A equipe econômica trabalha com a votação da reforma da Previdência na Câmara dos Deputados em fevereiro, disse nesta segunda-feira (8) o ministro da Fazenda, Henrique Meirelles.

Segundo ele, a aprovação da proposta nos próximos meses é essencial para que o governo cumpra as metas de déficit primário, o teto de gastos e a regra de ouro ?que limita o endividamento do governo? nos próximos anos. As informações são da Agência Brasil.

O ministro defendeu a votação da reforma o mais rápido possível e pediu o engajamento do Congresso para discutir as medidas de ajuste fiscal aumento de tributos e corte de gastos? que podem render R$ 15,4 bilhões ao governo neste ano.

O foco e a atenção principal é essa [a reforma da Previdência], mas isso não exime que outras questões sejam discutidas e votadas paralelamente. Esse é o ponto mais importante?, declarou.

Meirelles afirmou que a economia de recursos trazida pela aprovação da reforma da Previdência será sentida gradualmente nos próximos anos, por causa principalmente das regras de transição.

O ministro da Fazenda ainda disse que caberá ao presidente da Câmara, Rodrigo Maia, colocar a proposta em pauta, mas defendeu a votação rápida como medida essencial para reequilibrar as contas públicas.

Essa é uma definição que cabe ao presidente da Câmara. A reforma da Previdência será votada no momento adequado, tão logo quanto possível?, afirmou.

Folha Press

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
publicidade Patrocinadores