PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
publicidade Geral

O inimigo usa o abuso sexual para causar danos à alma, diz pastor molestado na infância

Perry Noble conta que foi abusado aos cinco anos e escondeu o fato de sua família por 17 anos
Fábio Barbosa  |  13/01/2018 07:15
noticia O inimigo usa o abuso sexual para causar danos à alma, diz pastor molestado na infância
noticia O inimigo usa o abuso sexual para causar danos à alma, diz pastor molestado na infância

O pastor Perry Noble revelou, na manhã desta sexta-feira (12), que foi abusado sexualmente quando criança. Em uma publicação em sua fanpage oficial, ele contou que ainda lembra como tudo aconteceu e como esse evento lhe afetou. “A primeira vez que fui molestado, posso lembrar como se fosse ontem. Onde eu estava, o que ele disse para me ‘atrair’ e como eu me senti quando estava acontecendo. Eu tinha cerca de cinco anos. Hoje tenho 41 anos, e as lembranças daquele dia, às vezes, ainda atormentam minha alma”.

“Eu não contei a ninguém sobre isso, porque sabia que o que estava acontecendo não era certo. Então eu enterrei isso profundamente, por 17 anos. E no meu silêncio houve sofrimento, vergonha e a sensação de que o que aconteceu foi minha culpa. Eu pensei que se eu ficasse em silêncio sobre isso, não aconteceria novamente (mas, ele fez). Que eu não iria ter problemas e que as memórias associadas a isso iriam embora”, desabafou.

“Honestamente, ainda tenho vergonha sobre isso, mesmo agora enquanto escrevo essas palavras. Então, por que estou escrevendo isso hoje? Simples, para que saibam que se você foi abusado sexualmente, isso não foi culpa sua. Para que você saiba que não precisa carregar isso em sua alma”, colocou.

“Para que você saiba que falar sobre isso com alguém que você ama e confia é realmente o primeiro passo para ficar longe da vergonha que o dominou por muito tempo. Para que você saiba que o quanto antes você pede ajuda, mais cedo você pode começar a sentir a liberdade da dor que o paralisou”, ressaltou.

“Quando eu estava em tratamento há um ano e meio, meu terapeuta rastreou o início do trauma que crescia de forma incontrolável e um dos meus maiores arrependimentos na vida foi não ter falado isso antes. Esta é a minha história e eu compartilho isso esperando e orando. Você que sofreu abuso sexual, não enterre isso profundamente. Espero que você possa sair das sombras onde a vergonha dominou você e pedir ajuda”.

“Não foi sua culpa! Deixe-me dizer de novo, não foi culpa sua. E não importa se você tinha cinco, 15 ou 25 anos. O inimigo quer usar esse evento para causar danos inimagináveis ??à sua alma. Mas você é mais forte do que isso. Há uma fuga da vergonha. Eu estaria mentindo se eu dissesse que estou completamente bem, há dias em que eu sinto culpa, vergonha e até raiva”, revelou.

“No entanto, hoje vivo na liberdade de pensar que não foi minha culpa e minha esperança e oração em compartilhar isso é que você também experimente o mesmo. O que aconteceu com você não precisa ser o que te define! E pedir ajuda não significa que você é fraco, mas é realmente um sinal de força”, finalizou o pastor.

Guiame

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
publicidade Patrocinadores