PUBLICIDADE
publicidade Câmara Municipal de Poço de José de Moura
PUBLICIDADE
publicidade Internas 3 banner Abaixo Menu

Ator e diretor Nelson Xavier morre aos 75 anos, em Uberlândia (MG)

O ator Nelson Xavier morreu aos 75 anos na madrugada desta quarta (10), em Uberlândia (Minas Gerais), em decorrência de um câncer
Fábio Barbosa  |  10/05/2017 15:24
noticia Ator e diretor Nelson Xavier morre aos 75 anos, em Uberlândia (MG)
noticia Ator e diretor Nelson Xavier morre aos 75 anos, em Uberlândia (MG)

O ator Nelson Xavier morreu, aos 75 anos, na noite desta terça-feira, em Uberlândia, Minas Gerais. A filha do artista, Tereza Villela Xavier, divulgou uma mensagem de luto numa rede social, homenageando seu pai. O velório do corpo do artista começará às 8h desta quinta-feira (11), na capela 1 do Cemitério do Caju, Zona Portuária do Rio, e será cremado às 16h.

"Lamento informar a quem possa interessar que meu pai, Nelson Xavier, faleceu esta noite em Uberlândia. Seu corpo será transferido, celebrado e cremado no Rio de Janeiro em cemitério ainda não determinado. Agradeço desde já as mensagens de apoio. Ele virou um planeta! Estrela ela já era. Fez tudo o que quis, do jeito que quis e da sua melhor maneira possível, sempre", escreveu Tereza, que mudou a foto de perfil para a cor preta, em sinal de luto.

A causa da morte ainda não foi divulgada, mas, em 2014, ele disse em entrevista que havia passado por tratamento contra um câncer de próstata, mas que estava curado.

Nelson Agostini Xavier nasceu em 30 de agosto de 1941, em São Paulo. Ele deixa o legado de cinco décadas de carreira no teatro, na TV e no cinema.

Entre seus principais trabalhos como ator, estão os filmes "Eles não usam balck-tie", em 1981, "O Bom Burguês", de 1982, e "Narradores de Javé" (2003). Foi eleito "Melhor Ator" no Festival de Gramado por "O Testamento do Senhor Nepomuceno" (1998). Em 2010, Nelson causou enorme impacto com o papel principal de "Chico Xavier", cinebiografia do famoso médium. Ele voltou a encarnar o expoente do espiritismo no filme "As mães de Chico Xavier", de 2011.

Contratado da TV Globo, ele trabalhou em 24 novelas — de "Sangue de Areia", em 1967, a "Babilônia", de 2015. Ao longo desse período, ele atuou em grandes folhetins, como "Irmãos Coragem", "Senhora do Destino", "A Favorita", "Gabriela" e "Joia Rara". Atualmente, o ator pode ser visto na novela "Senhora do Destino", na sessão "Vale a pena ver de novo".

Extra

PUBLICIDADE