PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
publicidade Geral

Partes chegam a acordo em grupo de WhatsApp criado por juiz

O caso envolvia uma vendedora que trabalhou sob contrato de pessoa jurídica em uma empresa
Fábio Barbosa  |  12/05/2017 11:00
noticia Partes chegam a acordo em grupo de WhatsApp criado por juiz
noticia Partes chegam a acordo em grupo de WhatsApp criado por juiz

Um juiz da Grande São Paulo conseguiu resolver um litígio de uma forma um tanto inusitada. Depois da audiência de instrução, o magistrado criou um grupo de WhatsApp com os advogados envolvidos no processo, e foi através do aplicativo de celular que as partes chegaram a um acordo e resolveram a situação em menos de uma semana.

Isso aconteceu na 5ª Vara do Trabalho de São Bernardo do Campo. O caso envolvia uma vendedora que trabalhou sob contrato de pessoa jurídica em uma empresa e acionou a Justiça para ter reconhecido o vínculo empregatício.   

Segundo o juiz do trabalho substituto Vinícius José de Rezende, o processo foi simples: após a audiência de instrução, ele entregou os termos da sentença às partes e sugeriu a criação de um grupo no WhatsApp, onde seriam iniciadas as tratativas da conciliação.

A audiência física ocorreu apenas para a homologação do acordo, depois de os envolvidos chegarem a um consenso.

Rezende ainda destacou a efetividade da ferramenta. "A utilização dessa tecnologia inovadora na conciliação contribui para a economia de recursos e para a celeridade do andamento processual."

Consultor Jurídico

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
publicidade Patrocinadores