'As Faisqueiras' do Jornal Gazeta do Alto Piranhas - 5 de abril

Edição da sexta-feira, 5 de abril

Por FAISQUEIRA 07/04/2019 - 17:03 hs

Sem água  O deputado Jeová Campos está angustiado com a decisão dos tecnocratas do Banco Mundial que “escantearam” Cajazeiras, São José de Piranhas e São João Do Rio do Peixe no “plano de acesso às aguas”, dentro dos recursos de 50 milhões de dólares destinados ao projeto Cooperar. Jeová disse que os três maiores municípios da Região do Alto Piranhas não podem ficar de fora e já partiu pra luta.  

Deselegante O deputado estadual, júnior Araújo, para inúmeras pessoas, teria sido no mínimo deselegante com a Dra. Paula Meireles, ao dizer através de uma rede social que Ela “não faria o seu tipo”. 

Idade para ser avó  Até mesmo alguns correligionários acharam que o jovem deputado teria “faltado com respeito” a Dra. Paula, ao dizer “que ela devia está sonhando com ele”,  e “quero comunicar à deputada que eu sou casado”,  pois a mesma teria idade para ser sua avó. O debate no campo das ideias sempre foi salutar, mas quando descamba para o lado pessoal perde-se a essência do mandato.  

Exercendo o seu papel  A deputada Dra. Paula tem ocupado a tribuna da assembleia da Paraíba para fazer o seu sagrado dever de quem está na oposição, e tem “descido a ripa sem pena” no que ela acha que está errado e que necessita de providências.

Combinados  Diante da exposição na mídia, de Dra. Paula,  pelos constantes ataques à gestão estadual e até mesmo as questões paroquiais, os deputados Júnior Araújo e Jeová Campos, com focos diferentes, resolveram contra-atacar: um foi pelo lado “pessoal” e outro pediu para que ela “tivesse outro foco”, principalmente com relação a Operação Calvário.

Onde está a união?  Cajazeiras acreditava piamente que seus três deputados se revezassem na tribuna da Assembleia para defenderem as grandes lutas em defesa da cidade, um ajudando ao outro. Tudo leva a crer que caminharão como trilhos de trem, sempre na mesma direção, mas um distante do outro.

Aperto  O prefeito Zé Aldemir, em entrevista prestada na Rádio Alto Piranhas, no programa Rádio Vivo, nesta quarta-feira, dia 03, recebeu um bombardeio de telefonemas cobrando estradas, remédios nos postos, calçamento, presença na zona  rural e a solução para alagamentos na Agrovila. Ficou agoniado, mas prometeu soluções. Um ouvinte foi cruel: “só com a quilometragem de uma viagem a João Pessoa, que dá mil quilômetros, e ele já fez dezenas, daria para percorrer todo o município” O povo vê tudo.

Comenda Padre Rolim  O deputado Jeová Campos defendeu na Comissão de Justiça a criação de uma comenda Padre Rolim, destinada aos que contribuíram na Paraíba no setor educacional e cultural. Jeová quer o resgate da figura de Padre Rolim no setor que ele mais contribuiu na Paraíba: a educação. Vale lembrar, para os que não sabem, que a razão do crescimento de Cajazeiras, na área de educação, deve-se ao grande educador brasileiro: Padre Rolim.

Zerinho  O empresário Jose Nello Zerinho Rodrigues, desde o dia 19 de março que se encontra em Cajazeiras, veio para participar da festa de São José, que todos os anos ele realiza em sua chácara. E tem recebido várias visitas, dentre elas a do prefeito Zé Aldemir e nesta visita, Zerinho teria feito uma cobrança. Zé não teria gostado, pois se tratava de uma visita de cortesia.       

Zona Azul  Grande maioria dos comerciantes de Cajazeiras tem começado a gostar da implantação da Zona Azul e facilmente explica: as ruas estão mais livres para os fregueses, que agora têm lugares para estacionar e comprar nas lojas. Precisa ser ampliada.

Zona azul  O problema mais sério girava em torno do número de motos que pertenciam aos funcionários dos estabelecimentos comerciais e agora com a zona azul também para motos o fluxo de clientes que param em frente dos estabelecimentos foi ampliado. Tem tudo para dar certo. É só questão de tempo.

Foi injustiçado  O vereador Marcos Barros já dizia a alguns amigos mais próximos, que durante a montagem do processo, que culminou com sua condenação, a vítima, teria sido “induzida”, a depor em seu desfavor, por “inimigos políticos”, cuja prova foi divulgada em redes sociais pela própria vítima, que queriam destruir a sua carreira como homem público. A luta continua para reverter a pena.

Jornal Gazeta do Alto Piranhas edição desta sexta feira 05/04/2019