GERAIS

Patos: prefeito diz que não vai tolerar ideologia de gênero em escola

Na terça-feira (19), o Estado de Minas mostrou a denúncia de um vereador de Patos de Minas, no Alto Paranaíba, de suposto caso de ideologia de gênero dentro de sala de aula de uma escola municipal. José Luiz Borges Júnior (Podemos) disse que o pai de um aluno informou que um professor do 9º ano estaria ministrando aulas sobre orientação sexual.

A direção da escola informou que as alegações são improcedentes e que apenas o conteúdo programático, sobre sexualidade e reprodução, é lecionado.
 
A postura do parlamentar gerou comentários favoráveis e contrários. O vereador Daniel Gomes (PDT) gravou um vídeo, repudiou o colega e disse que o prefeito, Luís Eduardo Falcão, do mesmo partido de José Luiz, deveria se posicionar a respeito.

“É um vereador que dá sustentação ao prefeito aqui na Câmara. É da base, mais do que isso, é do partido do prefeito. É fundamental que o chefe do Executivo se manifeste sobre o triste episódio

.

 
Na noite desta sexta-feira (22), Falcão (Podemos), usou as redes sociais para se posicionar com um discurso alinhado ao de José Luiz. Segundo ele, a prefeitura não aceitará qualquer tipo de ideologia em sala de aula e que a secretária de Educação, Sônia Silveira, está ciente dos pensamentos que ele defende.
 

A educação em Patos não seguirá nenhum posicionamento ideológico. Aqui ensinamos valores, princípios e liberdade. Minha secretária de Educação sabe que eu defendo que temos que ensinar nossos jovens a pensar, refletir, debater, conhecer a realidade para se desenvolver. Estamos trabalhando muito para melhorar a qualidade da educação em Patos de Minas, sempre respeitando a Base Nacional Curricular, que rege como a educação deve ser tratada não só aqui, mas em todo o país.A Semed e eu estamos atentos para que qualquer atitude que se diferencie destes princípios seja averiguada.
 

Vereador diz que tem provas

O vereador José Luiz, durante sessão da Câmara Municipal, ontem, disse que apresentará, em momento oportuno, provas sobre o “ensino de ideologia de gênero” na Escola Municipal Norma Borges Beluco.
 
Na próxima reunião ordinária, marcada para 4 de novembro, a secretária de Educação, Sônia Silveira, será ouvida na Tribuna Livre. José Luiz afirmou que questionará a chefe da pasta sobre o caso.





COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



GERAIS  |   29/11/2021 14h00





GERAIS  |   29/11/2021 08h00