PARAÍBA

Paraíba orienta profissionais da saúde para casos de 'coceira' semelhantes aos registrados em Pernambuco


Estado vizinho enfrenta surto de lesão na pele e profissionais se preparam para eventuais casos. Nenhum caso foi confirmado na Paraíba. Até o momento, mais de 200 casos foram registrados em Pernambuco.
Reprodução/TV Globo
O estado de Pernambuco vem enfrentando, desde o começo de outubro, um surto de de lesões na pele que causam coceira. Para garantir que os profissionais de saúde saibam como proceder se casos forem registrados na Paraíba, a Secretaria de Estado da Saúde (SES) divulgou uma nota técnica sobre o assunto.
Até o momento, mais de 200 casos foram registrados em Pernambuco, em três cidades diferentes, e especialistas ainda não têm conclusões sobre o que teria motivado as lesões. A nota da SES da Paraíba afirma que o objetivo do alerta epidemiológico é informar a rede de saúde, pública e privada sobre como lidar com casos semelhantes.
Surto de lesões na pele que causam coceira: saiba quais as possíveis causas que são investigadas
Conforme a nota técnica, as suspeitas devem ser notificadas. O documento apresenta, ainda, o padrão da doença. Ela tem acometido, principalmente, as crianças, prioritariamente as que moram nas proximidades de áreas de mata atlântica e açudes.
Os principais sintomas apresentados foram lesões cutâneas, principalmente nos membros superiores e tronco, acompanhadas de escoriações. Embora não tenha sido frequente, houve relato de dor de garganta, diarreia, febre e outros, em uma proporção menor de casos.
Embora nenhum caso tenha sido confirmado na Paraíba, a SES solicita que qualquer indivíduo com sintomas semelhantes deve ter o estado de saúde notificado à secretaria, para garantir acompanhamento e prevenir que a doença se alastre.
Vídeos mais assistidos do g1 Paraíba




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM