SAÚDE | EM ALERTA

Israel pode decretar estado de emergência após detectar nova variante
A variante foi detectada em um viajante vindo do Malawi, segundo as autoridades de saúde de Israel, que estão investigando se essa pessoa infectou pelo menos outras duas. Todas estavam totalmente vacinadas contra a covid-19, mas não está claro se já tomaram a dose de reforço.


Reprodução

Israel detectou nesta sexta-feira o primeiro caso da nova variante do coronavírus descoberta na África do Sul e pode decretar estado de emergência para evitar que a cepa, que está gerando um alerta global, se espalhe pelo país.
 

Nosso principal princípio é agir rápido, com firmeza e agora”, disse o primeiro-ministro de Israel, Naftali Bennett, em um comunicado divulgado por seu gabinete.

 
Israel proibiu voos de sete países da África, incluindo África do Sul e Botsuana, onde casos da nova cepa foram identificados. Israelenses que voltarem da região terão que ficar em isolados em hotéis por sete dias e se submeter a dois testes antes de poder circular normalmente.

A variante foi detectada em um viajante vindo do Malawi, segundo as autoridades de saúde de Israel, que estão investigando se essa pessoa infectou pelo menos outras duas. Todas estavam totalmente vacinadas contra a covid-19, mas não está claro se já tomaram a dose de reforço.

 
Israel flexibilizou recentemente as regras para a entrada de viajantes vacinados, permitindo que eles apresentassem testes de antígeno — em vez do PCR, mais preciso — para desembarcar no país. As autoridades esperam detectar mais casos da nova cepa com o rastreamento de contatos.




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



SAÚDE  |   27/01/2022 08h21





SAÚDE  |   27/01/2022 06h00

Uiraúna - PB