ESPORTES

Hulk imita Reinaldo ao comemorar virada do Galo; 'Rei' se emociona


Novamente destaque do Atlético, desta vez na vitória de virada sobre o Fluminense, por 2 a 1, neste domingo, no Mineirão, que deixou o time alvinegro na expectativa de conquistar o Brasileiro na próxima semana, Hulk prestou homenagem a um dos grandes ídolos da história do Galo: o ex-centroavante Reinaldo, o 'Rei' da Massa. 





Hulk, que empatou o jogo ainda no primeiro tempo, em cobrança de pênalti marcado após checagem do VAR, virou a partida em um chute de fora da área. Ele bateu falta pela esquerda, a bola resvalou na barreira e encobriu o goleiro Marcos Felipe. Eram 14min da etapa final, o Mineirão transbordando em felicidade, e o super-herói aproveitou a deixa para homenagear o ídolo. 



Na comemoração, Hulk, que ainda superou Dario, goleador no título nacional de 1971 com 15 gols naquele campeonato, ergueu o braço direito, com punho cerrado, marca registrada do 'Rei' no momento de festejar as bolas na rede pelo Galo. Reinaldo estava no Mineirão e, visivelmente aliviado e emocionado, foi registrado pela câmera da TV Globo vibrando com a virada. 

Com os dois gols diante do Fluminense, Hulk abriu vantagem na artilharia do Brasileiro. O super-herói alvinegro chegou à marca de 17 bolas na rede, deixando para trás o atacante Michael, do Flamengo, que assinalou 13. O rubro-negro não entrou em campo neste domingo, o que só ocorrerá na próxima terça-feira, dia 30, quando receberá o Ceará, às 20h, no Maracanã. 



Com a vitória sobre o tricolor, o Galo chegou aos 78 pontos e garantirá o bicampeonato brasileiro caso o Flamengo não vença o Vozão em casa. Caso contrário, o título poderá vir na quinta-feira, 2 de dezembro, quando o Atlético visitará o Bahia, na Arena Fonte Nova, às 18h, em jogo atrasado da 32ª rodada. Com mais um triunfo, o alvinegro sacramentará a conquista.



Contratado no começo desta temporada, Hulk se transformou no principal nome do Atlético. O super-herói, de 35 anos, que teve carreira no futebol europeu (defendeu Porto e Zenit) e passou também pelo futebol japonês e chinês, é o artilheiro do Galo em 2021. Ele já balançou as redes 32 vezes, em 64 partidas, média de 0,5 por jogo. Além dos 17 no Brasileirão, deixou a marca na Copa do Brasil (seis vezes), na Libertadores (7) e Mineiro (2).







COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM