GENTE | NA VÉSPERA DO NATAL

Professora internada em estado grave após cirurgia plástica morre em SC
Roberta Lopes dos Passos realizou os procedimentos de abdominoplastia, mamoplastia e lipoaspiração abdominal em Tijucas. Segundo o advogado da família, caso será investigado como homicídio culposo.


Arquivo Pessoal / Reprodução

Roberta Lopes dos Passos, de 35 anos, que estava internada em estado grave após cirurgia plástica, morreu na madrugada desta sexta-feira (24). A informação foi confirmada pelo marido da professora, em contato feito pelo G1.

Ainda não há informações sobre velório e sepultamento de Roberta. A professora deixa dois filhos, um de 3 anos e outro de 6, e o marido, Leandro Akajhdfud. "Roberta descansou. Ela foi uma guerreira, lutou até onde conseguiu e agora foi descansar ao lado de Deus", disse Mateus Silva, amigo da professora, ao G1.

 
Na última quinta, a família de Roberta fez um boletim de ocorrência para que a Polícia Civil investigue se houve negligência médica.

Roberta estava na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), em coma induzido, no Hospital do Coração em Balneário Camboriú. Ela deu entrada no local após sofrer uma hemorragia, segundo o companheiro dela. No dia 15 de dezembro, Patrícia havia feito procedimentos de abdominoplastia, mamoplastia e lipoaspiração abdominal em um hospital da região.

Em nota enviada ao G1, o médico Sérgio Keinet, responsável pelos procimentos, afirmou não ter tido problemas na cirurgia, e que prestará todas as informações sobre o caso.

 
A família de Roberta suspeita que algo deu errado após a cirurgia "e isso não foi visto a tempo", disse Leandro, companheiro da vítima. Antes de morrer a professora apresentava problemas no fígado, no rim e a pressão estava baixa.




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM