GERAIS

Chianina: a maior raça de gado já registrada na Terra

Originária do Vale de Chiana, região entre as províncias de Siena e Arezzo (Itália), a raça bovina chianina é uma das maiores criações de gado doméstico existentes na Europa. Destacada pelo seu grande porte, pode alcançar até 1,80 metro de altura e até 1,3 mil quilos em indivíduos machos. Hoje, a raça está relacionada à produção de carne, mas sua história remonta à época da Roma Antiga e das recorrentes celebrações locais.

Há gerações, italianos das regiões de Toscana, Lazio e Umbria trabalham ao lado do gado chianina. Com pelo menos 2 milênios de existência, os gigantes animais foram amplamente utilizados para serviços de tração e transporte de cargas. Naquela época, eles conduziam luxuosas carruagens em dias de festa e eram elogiados por poetas e artistas, que realizavam odes em homenagem aos bois e fabricavam esculturas exaltando suas musculaturas definidas.

Acredita-se que a raça, considerada a principal força agrícola da Itália até o advento da mecanização, seja resultado do cruzamento entre Bos primigenius e Bos brachyceros, abrindo portas para que animais cada vez maiores surgissem. Entre suas características mais notáveis, que permanecem sendo herdadas pelas gerações seguintes, destacam-se a pelagem de cor branca-porcelana, as cabeças pequenas, relativamente leves e com chifres que são curvados para cima, assim como o tronco e o pescoço cobertos por fibras.

No Brasil, os primeiros espécimes foram trazidos na década de 1950, quando 8 animais foram transportados para o estado de São Paulo. Desde então, graças à boa adaptação da raça ao clima brasileiro, houve alta fertilidade e longevidade, bem como ganho de peso e crescimento superior ao se comparar com outras raças, sua criação se espalhou pelo sudeste e nordeste do país -- com mais de 200 machos e 722 fêmeas importados até a década de 1980.

Hoje, a chianina tornou-se raça internacional e já está presente na Europa, nas Américas e na Ásia. Classificada como uma "máquina de carne" por criadores, ela é capaz de produzir mais de 2 quilos de peças por dia e é uma das principais fornecedoras de matéria-prima premium.

Recordes estabelecidos

Em 2010, o boi Bellino, da raça chianina, estampou uma das páginas do Guinness World Records ao exibir uma impressionante altura de 2,03 metros e 1,7 mil quilos, algo que lhe rendeu o título de maior novilho do mundo. E, apesar de seu dono, Massimo Donin, ter afirmado que o bovino iria perder o topo do pódio a qualquer momento, nenhum outro animal foi capaz de desbancá-lo ainda.




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



GERAIS  |   23/05/2022 06h19





GERAIS  |   20/05/2022 12h40