GERAIS

Nova Atlântida: Leicester Hemingway fundou um governo em uma jangada

Leicester Hemingway. O nome pode não lhe parecer familiar, mas o sobrenome sim. Isso porque estamos falando do irmão mais novo do famoso escritor Ernest Hemingway, membro de uma das famílias consideradas mais "amaldiçoadas" da literatura mundial devido à linhagem hereditária de suicídios.

Nascido em 1º de abril de 1915, em Illinois, Estados Unidos, Leicester ficou mais conhecido por escrever a biografia de seu irmão mais velho, "Meu Irmão, Ernest Hemingway", pelo qual ele era obcecado desde pequeno. Fora isso, ao longo de sua vida, ele também escreveu diversos artigos sobre pesca e outras atividades por se considerar um homem e escritor de espírito livre.

Mas entre todas as coisas que fez, Leicester se destacou por um feito inesperado ao criar uma micronação, considerado uma "herança de sua família", como os historiadores gostam de definir.

A jangada de bambu


(Fonte: TimeToast/Reprodução)

Foi em 4 de julho de 1964, apenas 3 anos após a morte de seu ídolo, que Leicester teve a ideia de fundar a própria micronação na Ilhas Guano com todo o dinheiro que arrecadou com a venda da biografia que escreveu sobre Ernest.

Em meados de 1844, o guano -- fezes secas de pássaros ou morcegos -- foi enviado para os EUA pela primeira vez, em um carregamento de 700 toneladas. Contudo, 10 anos depois, o país precisava de mais para fabricar milhares de toneladas de fertilizantes e pólvora, então o governo acabou se envolvendo em uma briga diplomática para tentar reivindicar as ilhas.

De toda essa batalha judicial, nasceu a Lei das Ilhas Guano em 1856, que concedeu aos americanos o direito de minerar qualquer parte da ilha onde um depósito de guano fosse descoberto, desde que não estivesse ocupada pelos cidadãos de qualquer outro governo.




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM