POLICIAIS

MPF denuncia comércio ilegal de ouro da Amazonia para Itália


MPF/Reprodução

O MPF denunciou 13 pessoas envolvidas na comercialização de ouro extraído ilegalmente de garimpos na Amazônia e exportado para a Itália.

Por meio da empresa RJR Minas Export Ltda, o grupo comprava ouro ilícito, proveniente de garimpos ilegais no sul do Pará e no norte do Mato Grosso, e indicava que a lavra teria ocorrido em área de título minerário regular.

 
Para se ter uma ideia do tamanho do esquema criminoso, só no ano de 2019, a organização criminosa comercializou mais de 1,5 tonelada de ouro usurpado da União, cujo valor seria, de acordo com a cotação atual, superior R$ 440 milhões.

O esquema foi desmantelado após dois funcionários da empresa serem flagrados no Aeroporto de Goiânia transportando mais de 110 quilos de ouro com notas fiscais falsas, escondidos em compartimento abaixo dos bancos de uma aeronave.

 
Os crimes praticados foram de organização criminosa, receptação qualificada, extração/transporte/comercialização de ouro sem título minerário e sem licenciamento ambiental falsidade ideológica e lavagem de dinheiro.




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



POLICIAIS  |   29/06/2022 02h58

Sousa - PB
 




POLICIAIS  |   28/06/2022 10h56