GERAIS

STF forma maioria por suspeição de Sergio Moro em processos contra Lula


Reprodução

A ministra Cármen Lúcia, do STF (Supremo Tribunal Federal), mudou nesta terça-feira (23) o voto dela no julgamento que avalia se Sergio Moro, ex-juiz da Lava Jato em Curitiba, foi parcial ao condenar o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) no caso do triplex do Guarujá.

Com a nova manifestação, a Corte forma maioria, de 3 a 2, pela suspeição de Moro nos casos que envolvem Lula.

 
Em 2018, quando o tema começou a ser analisado, ela havia acompanhado o relator do caso, Edson Fachin, ao se posicionar contra a suspeição de Moro, antes do vazamento das conversas questionáveis do então juiz com a Força-Tarefa da Lava Jato.

O ministro Nunes Marques se manifestou no mesmo sentido mais cedo, formando maioria a favor da manutenção das decisões do ex-juiz. Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski expressaram a opinião contrária na sessão anterior há duas semanas.




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM






GERAIS  |   23/10/2021 11h21