POLÍTICA

Conta de luz deve ter reajuste acima de 20% com a bandeira vermelha
Reajuste se deve ao pagamento do uso das usinas térmicas, cuja geração de energia é mais cara.


COFEMAC/Arquivo

A conta de energia deve ficar 20% mais cara na bandeira vermelha, a maias cara sobre a conta de luz. O anúncio foi feito nesta terça-feira (15) pelo diretor-geral da Aneel (Agência Nacional de Energia Elétrica), André Pepitone.

 
O reajuste acontece no momento em que é registrado baixo nível dos reservatórios de água, resultando no acionamento de usinar térmicas, o que afeta diretamente no consumidor por meio da bandeira tarifária cobrada sobre a conta de luz. Em junho, já está vigente a bandeira vermelha nível 2, a mais cara, que cobra R$ 6,24 para cada 100 kWh (quilowatts-hora) consumidos.

A agência discutia elevar essa cobrança para R$ 7,57 a cada 100 kWh. “Mas, com certeza, deve superar isso”, declarou Pepitone em audiência pública na comissão de Minas e Energia da Câmara para discutir a crise hídrica.

 
A mudança deverá ser comunicada em junho. Pepitone disse que o reajuste se deve ao pagamento do uso das usinas térmicas, cuja geração de energia é mais cara.




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



POLÍTICA  |   27/07/2021 05h53

Uiraúna - PB
 




POLÍTICA  |   27/07/2021 04h23

Uiraúna - PB