POLÍTICA

Presidente passou pela UTI e foi intubado 'por precaução', diz Flávio Bolsonaro


Reprodução

Por recomendação do médico Antônio Luiz Macedo, que já operou o presidente, Bolsonaro fará novos exames em São Paulo e ficará 3 dias em observação. Nas redes sociais, o presidente agradeceu o apoio e orações. Ele publicou que a nova possibilidade de cirurgia é “mais um desafio” decorrente da facada de 2018.

 
De acordo com Flávio, o presidente já tinha ido ao hospital no sábado e no domingo (10 e 11.jul). Depois de receber alta, foi recebido em almoço com ministros no Palácio da Alvorada.

Mais cedo, ao sair da CPI da Covid, o senador havia informado que estava “tudo sob controle”.

O presidente está sendo transferido para São Paulo, onde equipe médica vai avaliar necessidade de cirurgia no estômago. Segundo seu filho e senador, caso o procedimento se mostre necessário, será “algo pequeno, sem nenhuma gravidade”.

 
Bolsonaro deu entrada no HFA (Hospital das Forças Armadas) na madrugada desta 4ª feira (14.jul) com dores abdominais e realizou exames para investigar a origem de uma crise de soluços. O presidente está com dificuldade para falar há 12 dias por causa do problema. Médicos retiraram cerca de 1 litro de líquido do aparelho digestivo do presidente.


Confira o vídeo:






COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



POLÍTICA  |   23/10/2021 14h50





POLÍTICA  |   23/10/2021 14h36


POLÍTICA  |   23/10/2021 14h30