REGIONAIS

Prefeitura de Bernardino Batista-PB lança projeto de recuperação escolar e anuncia que está se preparando para retomada das aulas presenciais


Divulgação/Assessoria

A Prefeitura de Bernardino Batista, por meio da Secretaria Municipal de Educação, anunciou nesta última semana de julho, a implementação de um projeto de recuperação e reforço escolar para os estudantes do município, o programa “Aprender Mais”. Na primeira fase do projeto, estão sendo atendidos cerca de 50% dos alunos do Ensino Fundamental (Anos Finais) da EMEF José Batista de Sousa, informou o dirigente da pasta, Glício Freire. O projeto será ampliado posteriormente para outras unidades de ensino.

 
A abertura das escolas segue os protocolos sanitários de enfrentamento a pandemia do novo coronavírus. Antes do início do projeto, a Secretarias de Saúde e Educação realizaram uma capacitação com profissionais que atuam nas escolas visando a abertura segura das escolas diante essa retomada das aulas presenciais. Estão sendo tomadas as seguintes medidas principalmente: distanciamento entre os alunos, uso de álcool e máscaras e higienização dos ambientes.

A Secretaria de Educação fez a aquisição dos EPIs necessários para o início do projeto. Foram adquiridos máscaras, termômetros, itens de higiene para os banheiros, álcool e outros materiais pertinentes.

Estamos fazendo este anúncio porque tivemos a marca de 44,7% (1404 doses) do público elegível vacinado no município. Além disso, a Secretaria de Saúde estima que, até o mês de setembro, 100% da população  esteja imunizada com primeira dose da vacina, declarou a secretária de saúde, Ruth Rany. Ela ainda enfatizou que todos os servidores da educação já tomaram a primeira dose da vacina, entre professores, coordenadores, diretores, supervisores e demais profissionais que atuam na área.

Sobre o programa

O Projeto “Aprender Mais” consiste em um plano de reforço e recuperação escolar desenvolvido inicialmente na EMEF José Batista de Sousa. Ele busca atender os estudantes que mais vem sofrendo com os efeitos da pandemia do novo coronavírus. O objetivo é minimizar as defasagens de aprendizagem acentuadas durante o período de suspensão das aulas presenciais.

Como estratégia do programa, foram formadas 08 turmas inicialmente. Cada turma possui cerca 12/13 estudantes. Cada uma delas conta com um monitor. Os monitores auxiliam os estudantes a realizarem as atividades propostas pelos professores das aulas regulares (nos momentos síncronos e assíncronos), e ainda, em um momento específico, fazem atividades extras de Língua Portuguesa e Matemática, referente aos conteúdos de maior déficit de aprendizagem. As turmas são atendidas quatro horas/aula semanalmente. Os encontros acontecem em dois momentos, isto é, duas vezes por semana.

“A ausência das aulas presenciais representa um prejuízo psicológico, social e aumenta os índices de evasão, dentre outros problemas”. Por isso, o início deste projeto é um momento de alegria para todos”, destacou a coordenadora do Programa Busca Ativa do município, a assistente social, Verônica Pereira.

 
As aulas regulares no município continuam suspensas presencialmente. Os alunos com comorbidades devem ficar em casa. Também ficou estabelecido que seria opcional para os pais /responsáveis enviarem seus filhos à escola. Os que optaram por participar do projeto assinaram um termo de responsabilidade previamente.


Galeria de Fotos:





COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



REGIONAIS  |   14/10/2021 11h35

Bernardino Batista - PB
 




REGIONAIS  |   03/10/2021 08h08

Bernardino Batista - PB
 

REGIONAIS  |   30/09/2021 14h25

Bernardino Batista - PB