GENTE

Médico Rafael Holanda morre vítima de complicações da covid-19
Natural de Cajazeiras (PB), Holanda tinha cerca de 50 anos de experiência profissional na área médica.


Reprodução

O neurocirurgião Rafael Holanda morreu na madrugada deste sábado (28), aos 75 anos, por complicações da Covid-19, em Campina Grande. O prefeito Bruno Cunha Lima (PSD) lamentou a morte e decretou luto oficial de três dias no Município como homenagem póstuma a Dr. Rafael.

 
Internado no Hospital Antônio Targino há cerca de duas semanas, Rafael Holanda teve o quadro agravado após sofrer um infarto. Ele chegou a ser intubado e demonstrou reação ao tratamento, mas mesmo assim acabou morrendo.
 

A larga e reconhecida competência do neurocirurgião do Sertão que adotou Campina Grande como sua segunda cidade sempre estiveram no mesmo nível das suas qualidades humanas, como um profissional da medicina sensível, solidário, íntegro e querido por toda a categoria”, disse o prefeito.

 
Natural de Cajazeiras (PB), Holanda tinha cerca de 50 anos de experiência profissional na área médica.

NOTA DO CRM-PB
 




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM