SAÚDE | VACINAÇÃO DA COVID-19

Mais de 500 mil pessoas ainda não retornaram para 2ª dose


Reprodução

Um levantamento da Secretaria de Estado da Saúde (SES), com dados do Sistema de Informações do Programa Nacional de Imunizações (SI-PNI), verificou um total de 506.580 paraibanos que não retornaram aos postos de vacinação para receber a segunda dose da vacina contra covid-19 no intervalo oportuno.

O levantamento trouxe ainda detalhes sobre os imunizantes recebidos pelos faltosos na ocasião da primeira dose (D1). Os dados acenderam um alerta e o Governo do Estado, em parceria com o Ministério Público Federal (MPF), o Ministério Público Estadual (MPPB) e Ministério Público do Trabalho na Paraíba (MPT-PB), lançou uma campanha para estimular a procura pela segunda dose (D2).

 
As vacinas da AstraZeneca/Fiocruz registraram o maior número de indivíduos ausentes para receber a D2: 323.835 não fecharam o esquema vacinal. Os imunizantes da Butantan/Sinovac ficaram em segundo lugar com 170.626 pessoas que não receberam a segunda dose. Sobre a Pfizer/Corminaty foram identificados 12.483 faltosos para concluir a imunização contra covid-19.

A campanha está sendo veiculada nas emissoras de televisão e também nas redes sociais do Governo do Estado, do MPF, do MPPB e do MPT-PB durante o mês de setembro. A ação tem caráter preventivo para evitar uma nova onda de casos de covid-19. Além disso, o esquema vacinal completo é imprescindível para que a Paraíba possa ter uma retomada econômica mais segura. A campanha reforça: “Tome a segunda dose. Você e toda a Paraíba precisam. Uma dose da vacina não basta!”.


A preocupação com o cenário de faltosos se dá em um momento em que a Paraíba confirma 125 casos da variante Delta dos quais 7 caminharam para óbito. O secretário de Saúde, Geraldo Medeiros, explica que a imunização incompleta concede uma defesa parcial e não garante potencial máximo de proteção contra o vírus.
 

“Dos 125 casos confirmados da variante Delta, 11 necessitaram de internação e sete, infelizmente, evoluíram para óbito. É importante destacar que, entre estas vidas perdidas, quatro indivíduos não estavam vacinados, dois receberam a primeira dose e apenas um estava com o esquema vacinal completo”, afirmou.






COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



SAÚDE  |   16/10/2021 13h00





SAÚDE  |   15/10/2021 08h00

Uiraúna - PB