SAÚDE | SAÚDE

Possível apagão de remédios contra o câncer gera risco de nova crise sanitária no Brasil


Reprodução

O alerta foi feito pela Sociedade Brasileira de Medicina Nuclear, depois que a entidade recebeu um ofício do Instituto de Pesquisas Energéticas e Nucleares (IPEN), que é responsável por produzir 85% dos medicamentos usados no diagnóstico e no tratamento de câncer.

A autarquia federal informou que não terá recursos para continuar produzindo radiofármacos já na próxima segunda-feira (20), devido a cortes feitos no orçamento e por conta da desvalorização do real frente ao dólar.

 
Cerca de 2 milhões de pessoas precisam dos medicamentos fabricados pelo IPEN todos os anos. Os radiofármacos para diagnóstico e tratamento de câncer são repassados aos hospitais e clínicas a cada semana. Por isso, uma parada na fabricação gera impacto automático para os pacientes.




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM



SAÚDE  |   16/10/2021 13h00





SAÚDE  |   15/10/2021 08h00

Uiraúna - PB