POLÍTICA

Por ameaçar sítio arqueológico, fábrica da Heineken em MG é embargada após multa de R$ 83 mil

A ameaça de soterrar o complexo de grutas e cavernas onde foi encontrado o esqueleto mais antigo das Américas — o crânio de Luzia — levou o ICMBio (Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade) a paralisar as obras de uma fábrica da cervejaria Heineken em Pedro Leopoldo, na Região Metropolitana de Belo Horizonte. O órgão do Ministério do Meio Ambiente também enviou ofício para o governo mineiro, que já havia concedido a licença prévia para a construção, e aplicou duas multas na empresa, que somam R$ 83 mil.




COMENTÁRIOS







VEJA TAMBÉM






POLÍTICA  |   18/10/2021 12h07

Uiraúna - PB
 

POLÍTICA  |   18/10/2021 05h14

Uiraúna - PB